domingo, 19 de julho de 2009

Voltando... quase 04 meses depois!!

Olá!!! Estou voltando!!!

Ai que saudades de escrever por aqui... Primeiro, gostaria de agradecer a todos os recadinhos carinhosos que muitos de vocês me enviaram nestes quase quatro meses de ausência. Isso mesmo, quatro meses... Sei que com alguns ainda mantive um certo contato (especialmente neste inicio do mês), como as meninas do SBB; mas com outros, e em especial com este cantinho aqui, não dei o menor cabimento. Peço desculpas pela minha falha, ausência, distância, desinteresse... ou como queiram chamar... mas sabe aqueles momentos nos quais você só quer sumir? Ficar longe de tudo e de todos e se perguntar o que está acontecendo?? Pois nestes últimos meses foi assim que me senti.
Eu sei, na verdade eu tento aceitar, que coisas boas e ruins acontecem o tempo todo com todos... mas quando as ruins parecem prevalecer perto de nós, parece que nada mais vai dar certo para agente. É a falta de uma oportunidade profissional, 30kg acima do peso, pré-diabetes, auto-estima abaixo de -10(negativo), juventude perdida, solidão espiritual e presencial... e até falta de vontade de criar, fazer scrap... foi isso que aconteceu comigo, resultado: depressão.
Quando me dei conta do que estava acontecendo fui buscar ajuda e agradeço a Deus por ter colocado pessoas (médicos) especiais em meu caminho para me ajudar a sair dessa... daí meu sumiço nesses últimos meses. Não vou dizer que já estou bem, ainda continuo tendo altos e baixos, mas já retomei os estudos, emagreci um pouco mais de 10kg, estou na academia a mais de 15 dias sem faltar (rsrsrs) e até scrap já voltei a fazer (confesso que meio devagar, mas estou tentando!!)...
Sinceramente, eu fiquei na dúvida se publicava ou não este post (que já está pronto a dias) ou se simplesmente voltava a escrever, postar fotos e pronto! Mas eu não sou assim. Eu precisava, por mim, desabafar. E peço desculpas para aqueles que acham desnecessário este tipo de assunto em blogs... mas como eu sempre quiz que este cantinho fosse para ser preenchido com meus momentos e scraps, resolvi, então, registrar este meu momento.
E para finalizar, deixo este texto de Fernando Pessoa, com o qual me identifiquei profundamente:
Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.
Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar. As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará! Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade. Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.
Encerrando ciclos.
Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.
Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é.
Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és.
E lembra-te:Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão.



Eu estou tentando fechar certos ciclos para poder me aventuar em outros novos... Será dificil, eu sei... mas nada como a Arte, pessoas queridas e Deus para me fazer perceber que eu POSSO!!
Bom domingo para todos!!!



3 comentários:

Cristina Tronco disse...

vivi querida! já passei por fases beemmm fundo do poço tb e as vezes é só chegando ao fundo que a gente percebe que algo tem que mudar né?
fico feliz que tenha conseguido buscar ajuda e mudar radicalmente algumas coisas... pelo visto a mudança só tem te fazido bem e só tende a aproximar coisas boas e positivas pra tua vida. eu realmente acredito que quando temos uma posição positiva, aproximamos coisas positivas... e quando estamos com ar negativo... acabamos aproximando coisas negativas.
os altos e baixos sao inevitaveis, mas vou ficar aqui torcendo que os altos prevaleçam, e que você conquiste coisas boas cada vez mais.
beijos querida! e força!

Kátia Cris disse...

Vivi, sei que as vezes desanimamos um pouco, não é mesmo?
Mas bola pra frente e pra cima (rss)!!
Deus sabe o que faz e nós que não entendemos muito bem quando nos acontecem as coisas, mas dê tempo ao tempo e seu coração estará em paz novamente!
Se precisar é só gritar!
beijos.

Kátia Cris disse...

Ah, esqueci... essa foto está ótima!
Merece uma página linda!